segunda-feira, julho 16, 2007

A primeira vez

" Que idiota esse Camões - Amor é fogo que arde sem se ver - provavelmente lembrou-se disso quando ficou meio vesgo. E que mania esta da Professora de Português de analisar verso a verso estes poemas que me fazem lembrar os livrinhos com capa cor-de-rosa que se vendem ali numa banquinha junto ao cinema Alvalade em que aparece um tipo com bigodes, uma pindérica com ar meio desfalecido e um cavalo em segundo plano. Está visto que neste Período não me vai calhar nenhum (+) na avaliação contínua a Português. Mas que merda, porque é que são 4 da manhã e ainda ando aqui às voltas na cama e não adormeço??!! Não vou viajar nos próximos tempos e eu só não durmo quando vou viajar. Aquela rapariga, a C., também não está a ajudar nada, já revi mentalmente mais de 100 vezes a nossa despedida hoje. Ontem quando o pai dela a foi buscar, levou o R., o cão dela, claramente não o devia ter atirado ao ar tantas vezes pois ela hoje refilou imenso comigo porque o bicho vomitou no carro a caminho de casa. Ainda me disse, antes de nos despedirmos, que estava cheia de fome e que só queria chegar rápido a casa para lanchar, às vezes as miúdas dizem coisas que não percebo... O destino pregou claramente uma partida, porque hoje o meu avô foi levar-me ao treino e os carros ficaram parados lado a lado(o do meu avô e o do pai dela) num semáforo. Como sempre, o meu avô foi um querido e trouxe-me o lanche, lanche esse que fiz questão de mostrar que estava muito bom à C. através do vidro, assim tipo... vá, de provocação. Já reparei que só digo e faço parvoíces quando a C. se encontra num raio de 5 metros. Quando os carros arrancaram, o sol estava exactamente por cima do Júlio de Matos e iluminava a Avenida de Roma inteira, bom pelo menos até ali ao cruzamento da Estados Unidos da América e foi quando ela me mandou um sorriso fantástico, um beijinho e um adeus! Em 13 anos de vida, posso dizer que foi assim o sorriso mais fixe que me calhou. Mas, mas... o que é que eu estou a fazer a estas horas a pensar nisto???!!!! Bom, amanhã não me aguento em Educação Física e ainda por cima é dia de Futebol. Sempre posso fingir uma lesão qualquer e como aquele grupinho de miúdas onde está incluída a C. também está sempre a cortar-se a E.F. posso aproveitar e ficar a falar com ela... Mas..o Quê?!!Outra vez a C.?... Isto não pode ser. DORME ESTÚPIDO DORME!!!!!"

E foi assim, um pequeno excerto da minha primeira noite de insónias à conta de uma miúda.

4 comentários:

S.B. disse...

Acho que não preciso de dizer o quão genial isto é. A verdade, pois.

hugo patricio disse...

=) Grazie. Confesso que é o post de que mais me orgulho.

Catarina disse...

Não preciso descrever o quão delicioso este desabafo é para mim!!! Provavelmente faz me esboçar o mesmo sorriso que pronunciei há 12anos atrás!!! Liiiinnddooo!!!

Ana disse...

É um relato muito giro de um miudo que vive o primeiro amor aos 13 anos. Gosto de ver o lado de lá da coisa, sem ter apenas a perspectiva de uma miuda. Obrigada pela partilha. Que giro termos escolhido o mesmo titulo. Não fazia ideia!